O Benfica venceu a Final da Taça de Portugal de Seniores Masculinos frente ao grande rival FC Porto. Os encarnados entraram a perder (0-2), mas conseguiram dar a volta já na segunda parte e vencer por concludentes 8-3, num encontro que ficou marcado pela enchente registada no gimnodesportivo de Turquel com cerca de 2000 pessoas a lotarem o recinto e também pelas agressões de Jorge Silva e de Edo Bosch a Carlos Lopez. Emoção, golos, público entusiasta e muita polémica num embate eletrizante na aldeia do hóquei em patins.

O encontro iniciou-se e o Porto desde cedo se colocou em vantagem com Ricardo Barreiros e Jorge Silva a fazerem o 0-2 e Valter Neves, após penalty cometido sobre o “filho da terra” Diogo Rafael “Chiquinho”, reduziu para 1-2 e o intervalo chegou com pouco para dizer. O segundo tempo foi mais emotivo e bastante polémico e o Benfica empatou bem cedo num desvio oportuno de João Rodrigues. O capitão Valter Neves, que foi a figura do encontro, pegou então na batuta e em duas bolas paradas colocou o Benfica pela primeira vez na frente no 3-2 e no 4-2. A partir daqui a equipa do Porto perdeu-se em protestos e picardias, Reinaldo Ventura viu a cartolina vermelha por protestos, e Jorge Silva e Edo Bosch também viram o vermelho mas ambos por agressões a Carlos Lopez e os encarnados aumentaram o score que chegou ao 8-3 final, com a explosão de alegria a dar-se em tons de vermelho pela conquista de mais uma Taça de Portugal, a sua 14ª.

Mais um evento com a chancela HCT, que trouxe milhares de pessoas ao pavilhão de Turquel em dois dias de competição e que mostrou novamente a força do clube, da terra e das suas gentes. Parabéns a todos!