A vitória em casa (5-4) frente à Juventude Viana foi como que um “balão de oxigénio” para a equipa de Seniores Masculinos do HCT, que passou a “respirar” de forma mais desafogada na tabela classificativa. No entanto, a equipa orientada por João Simões entrou no Pavilhão do S.C. Livramento para defrontar o Sporting a um ritmo demasiado baixo, que já lhe tida custado caro na primeira volta em Turquel. Dentro dos primeiros dois minutos os turquelenses permitiram a Pedro Gil e a João Pinto estarem cara a cara com Tuga em três ocasiões quase consecutivas e os dois jogadores leoninos só desperdiçaram as duas primeiras. Esta entrada em falso foi fatal para os visitantes que andaram sempre a correr atrás do prejuízo e chegaram ao intervalo já em desvantagem por 4-1. O segundo tempo não mudou muito o cariz das ocorrências e o jogo arrastou-se com os da casa a mostrarem maior qualidade individual, num jogo típico de fim de época que teve golos estranhos e uma arbitragem desconcentrada por parte da dupla portuense, composta por Orlando Panza e José Pinto, até ao 7-3 final, curiosamente o mesmo resultado da primeira volta em Turquel.

Primeiros segundos do primeiro tempo com entrada em falso por parte dos forasteiros, com a perca de três bolas em zona proibida que deram três bolas na cara de Tuga. O guardião turquelense conseguiu evitar as duas primeiras, mas à terceira Pedro Gil assistiu João Pinto e o “Mustang” não perdoou, fazendo o 1-0. Três minutos depois, um erro defensivo permitiu a Pedro Gil assistir João Pinto para este ficar novamente no frente a frente com Tuga e fazer o 2-0 que marcou a tendência do encontro. Depois do “surto” o HCT “juntou as pontas” e equilibrou-se ofensiva e defensivamente e conseguiu um bom momento na partida, chegando também com algum perigo junto da baliza de Girão. Contudo, a oito minutos do descanso, Poka desviou afortunadamente uma stickada do meio da rua de Centeno e a trajetória da bola traiu Tuga no 3-0. O golo atribuído a Poka “matou” a reação visitante, apesar de logo a seguir Xanoca ter reduzido na conversão de um livre direto, após cartolina azul mostrada ao catalão Ferran Font, por prensar o mesmo Xanoca na tabela. Antes do intervalo, numa circulação tática de laboratório, André Centeno surgiu solto no corredor esquerdo do seu ataque e stickou forte e colocado ao primeiro poste, para fazer o 4-1 e tirar os turquelenses da corrida pelos pontos.

O segundo tempo teve o mesmo número de golos mas foi mais atribulado, com Ferran Font a aumentar para 5-1 logo aos quatro minutos, num lance fantástico de perícia e técnica individual, executando uma picadinha à meia-volta e do lado reverso, mesmo estando a ser importunado por Luís Silva. Três minutos depois o capitão turquelense, Vasco Luís reduziu para 5-2 na conversão de novo livre direto, desta feita a castigar azul a Caio, depois de este ter dado uma stickada no tronco de Xanoca. A partir deste momento o jogo partiu-se as transições apareceram e houve mais espaço em todas as zonas do rinque para se poder explanar um hóquei desgarrado e tecnicista. A doze minutos do fim Ferran Font voltou a mostrar qualidade e rodou sobre o jovem Tiago Mateus para bater Tuga de novo no 6-2 e um minuto depois foi outro dos catalães da equipa verde e branca, Sergi Miras, a conquistar dois ressaltos na área e a completar o 7-2. Já com Samuel Santos na baliza alvinegra e bem dentro dos cinco minutos finais, caiu a 10ª falta de equipa dos visitados e Janeka, no cara a cara com Girão, atirou ao poste. O mesmo Janeka, dois minutos depois, redimiu-se da falha e logrou um golo de belo efeito, rodando na área e atirando rasteiro para fechar as contas finais em 7-3, numa partida com pouca história e emoção.   

Ficha Técnica:

Local: Pavilhão do Sporting Clube do Livramento

Dia/Hora: 27 de maio de 2017, às 15H

Competição: Campeonato Nacional da 1ª divisão de Hóquei em Patins 2016/17 (23ª jornada)

Árbitros: Orlando Panza (Porto), José Pinto (Porto) e Helena Fresco (3º árbitro) (Alentejo)

Sporting C.P.: [61] Ângelo Girão (GR), [6] Esteban Abalos “Tuco”, [29] Ricardo Oliveira “Caio”, [9] Pedro Gil, [16] João Pinto “Mustang” (C) (2), [55] Sergi Miras (1), [4] Ferran Font (2), [22] André Centeno (1) e [18] Daniel Oliveira “Poka” (1). Não jogou: [91] José Diogo Macedo (GR).

Treinador: Paulo Freitas

H.C. Turquel: [13] Marco Barros “Tuga” (GR), [53] Pedro Vaz, [4] Daniel Matias, [9] Vasco Luís (C) (1), [57] João Silva “Janeka” (1), [10] Samuel Santos (GR), [22] Luís Silva, [79] Alexandre Marques “Xanoca” (1), [24] André Pimenta e [58] Tiago Mateus.

Treinador: João Simões

Faltas de Equipa: 10-9

Disciplina: Cartão azul a [4] Ferran Font (SCP) e [29] Ricardo Oliveira “Caio” (SCP).

Resultado ao intervalo: 4-1

Resultado Final: 7-3

No próximo sábado, 3 de junho de 2017 pelas 17h, deslocação muito importante dos alvinegros a Tomar, para defrontar o sporting local, formação que é uma das boas surpresas deste campeonato. Os nabantinos garantiram a manutenção bem cedo e em casa almejaram dezassete dos seus vinte e seis pontos conquistados. Na primeira volta em Turquel a vitória sorriu aos turquelenses por 3-1, num encontro muito equilibrado e que só se decidiu nos últimos minutos.

Fotos: Dinis Vicente